No dia 09 de janeiro de 1949, o Vasco iniciava uma série de dez partidas amistosas em terras mexicanas com uma bela vitória de virada sobre o América. Os gols cruzmaltinos foram marcados por Ademir (2), Ipojucan e Dimas.

O Gigante da Colina saiu invicto do México, com saldo de oito vitórias e dois empates.

Jornal dos Sports – 09/01/1949

“As duas equipes se apresentaram com as seguintes escalas:

VASCO DA GAMA –  Barbosa, Augusto e Wilson; Eli, Danilo e Jorge; Friaça, Ademir, Pacheco, Ipojucan e Chico.

AMÉRICA – Landeros, La Bruja e Ayla; Ortiz, Ochoa e Hernandéz; Quesada, Cruz, Casarin, Iturralde e Arnaude.

A partida foi iniciada pelo América às 3:20 (hora do Rio) tendo imediatamente feito o goal. Os visitantes, porém, contra-atacaram. 

Aos seis minutos, um tiro brasileiro ameaçou a trave mexicana, porém passou muito alto. Aos oito minutos, o América exerceu nova pressão sobre o goal brasileiro, mas uma rápida e eficiente intervenção de Barbosa, arqueiro do Vasco, frustrou a ofensiva mexicana, arrancando aplausos da assistência. Barbosa entusiasmou os espectadores com seus tiros longos e certeiros, que quase atingiam a área de penalty adversária.

Aos nove minutos de jogo, Casarin, centro do América, marcou o primeiro tento, com um shoot de longe, de um passe de Quesada.O Vasco reagiu e, aos 16 minutos, empatou a partida, quando um tiro de Ademir foi batido erradamente por Ochoa, indo alcançar a rede mexicana, que mandou a bola às redes antes que a defesa local pudesse intervir.

Os brasileiros intensificaram então seu esforço para manter a vantagem, apesar da elevada altitude dessa cidade – mais de 2.000 metros – à qual não estão habituados. O América dominou a parte restante do primeiro tempo, porém não conseguiu romper a sólida defesa vascaína. O primeiro tempo terminou com a seguinte contagem: Vasco 2×1 América.

Os mexicanos atacaram constantemente desde o início do segundo tempo e conseguiram empatar aos 11 minutos, quando Iturralde aproveitou um passe alto e certeiro de Arnaude, que havia batido um córner. Quatro minutos depois, aos 13 minutos do segundo tempo, os mexicanos passaram a vencer por 3 a 2, com um goal feito de cabeça por Casarin.

Os brasileiros contra-atacaram então com grande ímpeto, a fim de modificar a situação. Aos 20 minutos, Ademir irrompeu sozinho no centro e mandou a bola a redes mexicanas.

Trinta segundos depois, Dimas, que havia substituído Pacheco, repetiu a proeza de Ademir. O Vasco manteve a sua pressão até o apito final, enquanto os mexicanos se mostravam lentos e desorganizados. Os brasileiros retardaram as substituições até o segundo período. Dimas substituiu Pacheco aos 18 minutos do segundo tempo. Maneca entrou no lugar de Ipojucan aos 23 minutos, Nestor no lugar de Friaça aos 32 e Moacir no lugar de Ademir aos 39 minutos. O América realizou uma substituição no segundo tempo, quando Vera entrou no lugar de Ayla.

O score final foi Vasco da Gama 4×3 América.”

(Jornal dos Sports – 11/01/1949)

Jornal dos Sports – 11/01/1949
Jornal dos Sports – 11/01/1949
Jornal dos Sports – 11/01/1949

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.