Início Nota Sobre Contratos com a CEF

Sobre Contratos com a CEF

3

 

Informações prestadas pelo blogueiro do UOL Marcel Rizzo a respeito das renovações de contratos de patrocínio de alguns clubes com a Caixa Econômica Federal estão distorcidas.

Um esclarecimento já apresentado aqui: a duração do contrato celebrado com o Vasco será de 8 meses – de maio a dezembro de 2017. Apenas o Corinthians está nesta mesma situação temporal. Ou seja: enquanto os valores divulgados correspondem a 8 meses para Vasco e Corinthians, para os outros correspondem a 12 meses. Destaque-se, ainda, que os encerramentos de todos os contratos ocorrerão em dezembro de 2017 para que renovações eventuais possam ser negociadas em bloco e a fim de facilitar questões burocráticas da CEF.

Outro esclarecimento relevante: por uma questão de transparência, e por ser a Caixa um banco estatal, os valores publicados em Diário Oficial da União estão incrementados com as premiações previstas em caso de conquistas de competições.

Um dos exemplos oferecidos pelo referido blog foi o do Botafogo. É citado que o Botafogo receberá 15 milhões por um ano. Na verdade, o valor fixo é de 10 milhões com os seguintes bônus:

– 2 milhões pelo mundial.
– 1,5 milhões pela libertadores.
– 1 milhão pelo brasileiro.
– 500 mil pela copa do Brasil.

Total de 15 milhões somente se o Botafogo conquistar todos estes campeonatos.

Atlético MG, Cruzeiro e Santos receberão o valor fixo de 11 milhões, mas por 1 ano. O DOU traz os respectivos valores de acordo com as competições disputadas por cada um. Valores que serão recebidos, mais uma vez lembrando, apenas em caso de conquistas.

O Vasco receberá fixo por 8 meses 11 milhões. O valor publicado no DOU considera ainda o bônus pelo brasileiro e pela Copa do Brasil, que o Vasco não disputa mais. Portanto, o valor de 2017 pode chegar a 12 milhões.

Cabe observar que os 11 milhões fixos por 8 meses extrapolados para contrato anual corresponderiam a 16,5 milhões.

Não é verdadeira, portanto, a informação prestada pelo UOL de que o Botafogo receberá mais do que o Vasco. Pelo contrário, a informação correta é a de que o Vasco voltou a ter o terceiro maior contrato com a CEF.

CASACA!

3 comentários

  1. faltou comparar com o flabosta….

    faltou dizer que com o golpe de 2016, a flaglobo, depois de exaurir o cofre estadual (RIO falido) e municipal (agora é record/crivela) ela esta mamando e mandando nas cotas publicitárias e neste governo golpista para sobrerviver. como sempre fez, logo, nada mais natural que seu timinho preferido seja bastante beneficiado a nivel federal.

    de resto ou o Vasco procura reunir os clubes numa instituição como clube dos 13 para tornar o futebol mais homogeneo, ou, sem excluir a primeira opção, partimos pra selva do salve-se quem puder e direcionamos a força do clube pra internet e a força de sua torcida, inclusive em nivel de renda, visando criar novas fontes de recursos.

    no longo prazo o desnivel financeiro ficará muito elevado se nada for feito ou não desenvolvermos novas fontes de recursos voltados pra sua torcida.

  2. família casaca, esses canalhas sabem fazer contas e intendem o contrato o único problema que eles não tem compromisso com a verdade, pobre do VASCAINO que ainda acreditam cegamente nessa corja. E domingo é dia de levantar TAÇA.
    CASACA NELES…

  3. Verdade colocada, considero que para os dias de hoje é um bom patrocínio, inclusive o Vasco não exibe a logomarca da CEF nas costas, como os demais. AGORA é arrumar mais parceiros, principalmemte para as mangas e as costas da camisa.

Responder