Início Futebol Vasco começa 2017 com uma das menores médias de idade do Brasil

Vasco começa 2017 com uma das menores médias de idade do Brasil

2

Discutir a média de idade das equipes do futebol brasileiro virou moda nos últimos meses, em especial quando o assunto em debate é o elenco do Vasco da Gama. Tem sido comum ver durante as resenhas esportivas o time cruzmaltino ser taxado de “velho” por diversos analistas de plantão. Pede a cartilha do bom jornalismo, porém, que todas as vertentes sejam consideradas antes de algum tipo de afirmação ser feita. Por isso, resolvemos acrescentar mais algumas informações para enriquecer os debates sobre o tema.

Na semana passada, o Cruzmaltino iniciou a partida contra o Bangu com seis jogadores revelados em São Januário (esse número subiu para sete durante boa parte do segundo tempo). A média de idade do time na ocasião foi de 25,72. Considerando o último jogo dos 20 clubes que disputarão a Série A do Brasileiro em 2017, o Gigante da Colina possui a segunda menor média de idade ao lado do Santos. Apenas o Fluminense, com 24,90, possui um time titular mais jovem que o Almirante e o Peixe.

Com a análise partindo da equipe que começou o duelo com o Resende, no último domingo (05/02), a média de idade do Vasco da Gama sobe para 26,18, mas não deixa de ser expressiva. Considerando esse número, o Gigante da Colina ocupa a sexta posição no ranking de time mais jovem, perdendo apenas para Fluminense (24,90), Santos (25,72), Avaí (25,81), Corinthians (26), Bahia (26,09) e Atlético Goianiense (26,09). O time escalado por Cristóvão Borges, não custa lembrar, contou novamente com seis pratas da casa.

Na abertura da pré-temporada, em entrevista coletiva, o vice-presidente de futebol Eurico Brandão Miranda e o gerente de futebol Anderson Barros afirmaram que o clube estava trabalhando na qualificação do elenco e, consequentemente, em seu rejuvenescimento. As recentes contratações de Gilberto (lateral-direito de 23 anos), Jean (volante de 22 anos) e Kelvin (atacante de 23 anos) só reforçam os números acima relatados e fortalecem o discurso do Departamento de Futebol do Vasco da Gama.

Entendemos, porém, que a construção de um grande elenco não passa apenas pela aquisição de atletas com uma idade menos avançada. A mescla entre jovens e experientes é fundamental, portanto Escudero, Wagner e Muriqui, assim como outros remanescentes do elenco bicampeão carioca, darão uma contribuição enorme nesse processo. Por fim, é importante deixar claro, que a média de idade, sendo ela baixa ou alta, não é o único fator que determina o sucesso. O Palmeiras, com uma média de idade superior aos 29 anos, é o maior exemplo disso.

Ranking média de idade dos principais clubes do país:

1º: Fluminense-24,90
2º: Vasco contra Bangu- 25,72
Santos- 25,72
3º: Avaí- 25,81
4º: Corinthians- 26
5º: Bahia- 26,09
Atlético/GO- 26,09
6º: Vasco contra Resende- 26,18
7º: Ponte Preta- 26,27
São Paulo- 26,27
Grêmio- 26,27
8º: Cruzeiro- 26,72
9º: Chapecoense- 27,09
Atlético/MG- 27,09
10º: Coritiba- 27,27
11º: Sport- 27,36
Internacional- 27,36
12º: Atlético/PR- 27,54
13º: Flamengo- 28,18
14º: Vitoria- 28,36
15º: Botafogo- 28,45
16º: Palmeiras- 29,72

*Considerando a escalação inicial dos principais clubes do país em seus últimos compromissos.

Fonte: Site oficial do Vasco

 

2 comentários

  1. Grande trabalho que o Vasco vem fazendo no futebol. Os resultados vão aparecendo rápidos. Parabéns!!

    Mas acho que a idade não é tão simples assim para ser analisada. A seleção brasileiro campeã do mundo em 62 no Chile só tinha 2 jogadores abaixo de 30 anos, o Vavá e o Amarildo( 22 anos) que substituiu a Pelé, machucado e que tinha a mesma idade dele. O Nilton Santos titular absoluto na lateral esquerda tinha quase 40 anos.

    Mas colocar a garotada para jogar vale a pena pelo vigor e maior velocidade. Não esquecer no entanto o fator constitucional, orgânico, que povoa o histórico de jogadores com alto rendimento mesmo com idade considerada “avançada” para esse esporte.

  2. Por um parte é fundamental equilibrar a Idade do Plantel, porque jogadores acima de 30 anos já não tem o mesmo metabolismo para queimar um quantidade elevada de Calorias comparando com jogadores de 20 a 25 anos, e devido serem ainda novos, possuem um metabolismo capaz de absorver e queimar as calorias consumidas somados com as atividades físicas, embora acho essencial dar uma carga de exercícios físicos mais puxados e intenso agora para que mais na frente apenas seja necessário visar somente a manutenção de sua forma física, monitorados com os profissionais da Nutrição e da Fisioterapia, porque a disciplina nas alimentações, e as noites de bom sono são detalhes que diferenciam os atletas que sabem cuidar do seu corpo e assim evitas lesões graves, e comprometem a sua própria recuperação.

    Os jogadores na faixa dos 30 anos são essenciais e indispensáveis devido a experiencia e as rodagens que já possuem nos seus currículos e na carreira profissional vivenciados no exterior e que sabem se cuidarem como são os casos do NENE e o ANDREZINHO.

    RARAMENTE ESSES DOIS JOGADORES se LESIONAM ou se MACHUCAM porque sabem se cuidar e se monitoram na QUESTÃO, ALIMENTAR e FÍSICO, e tem a CONSCIENCIA que precisam estarem 100 % APTOS porque o seu corpo é o seu GANHA PÃO e a FERRAMENTA do seu TRABALHO.

Responder