Home Futebol

5
 
Em jogo muito disputado do início ao fim, o Vasco empatou com o Flamengo, por 2 a 2, no Estádio Mané Garrincha. No início da segunda etapa, os vascaínos, que estavam vencendo por 1 a 0, jogaram com dez jogadores após expulsão de Luis Fabiano. O rubro-negro virou o placar, mas mesmo com um a menos, o Gigante da Colina empatou no fim com gol de Nenê. Em entrevista após a partida, o técnico Milton Mendes elogiou a postura da equipe durante o jogo.
 
– Todos sabem que clássicos são decididos nos detalhes e nossa equipe foi muito valente. Nossos meninos foram machos. Encaramos o jogo. Fiz algumas mudanças, colocando o Thalles e o Manga para mostrar para eles que queríamos buscar o jogo. Fomos felizes. A base da nossa casa chama-se comprometimento em todas as nuances do jogo – analisa.
 
O treinador também destacou o modo de jogo do time durante o clássico. Milton Mendes gostou do que viu, principalmente na marcação. 
 
– Nossa estratégia era fechar os dois homens de lado, Renê e Pará, que vêm na paralela e abrem espaço para os dois jogadores (pontas) que entram. Não gostamos de marcar homem a homem, mas hoje fizemos isso. Nossos extremos tinham a incumbência de marcar os laterais, onde era o ponto forte deles. Conseguimos anular com maestria. Tivemos contra-ataques bons, mas não concretizamos em gol – afirma.
 
O Vasco volta ao trabalho na tarde desta segunda-feira (27/03), em São Januário. A próxima partida da equipe será contra o Boavista, dia 30, às  21h30, na Colina Histórica.
 
Fonte: Site CRVG

Por Matheus Alves

Pela quarta rodada da Taça Rio, Vasco e Flamengo empataram em 2 a 2, no Estádio Mané Garrincha. Yago Pikachu e Nenê marcaram para os vascaínos, e Willian Arão e Berrío descontaram para o rival. Com o resultado, a equipe vascaína está na quarta colocação, com seis pontos, no Grupo C. 

O JOGO

O Vasco começou ligadíssimo no clássico contra o Flamengo. Bastante presente no ataque, o Cruzmaltino criou  a primeira chance aos 5 minutos, quando Nenê cobrou falta na área, o rubro-negro tentou cortar e a bola sobrou nos pés de Andrezinho, que finalizou com muito perigo. 

De tanto insistir, o Gigante da Colina marcou o gol aos 15 minutos. Luis Fabiano dividiu com Réver no ataque, a bola sobrou para o camisa 10 vascaíno, que cruzou na área, e Yago Pikachu se antecipou para mandar a bola para o fundo da rede: 1 a 0. 

Na metade do primeiro tempo, houve queda de luz no Mané Garrincha, que paralisou o partida durante oito minutos. Com a energia reestabelecida, o rubro-negro voltou pressionando no ataque e chegou a assustar o Vasco em algumas oportunidades, mas pararam no setor defensivo vascaíno. 
 

image

Jean e Willian Arão em disputa pela bola durante o clássico – Foto: Divulgação
 
Na segunda etapa, o atacante Luis Fabiano foi expulso aos 8 minutos. Após cometer falta em Márcio Araújo, o árbitro deu cartão vermelho ao jogador por reclamação. Com o Vasco jogando com dez, o Flamengo cresceu e foi só pressão no ataque.
 
Aos 14 minutos, Mancuello cobrou escanteio, e Willian Arão subiu para cabecear e empatar o clássico no Estádio Mané Garrincha: 1 a 1. Na sequência, aos 19 minutos, Berrío, em chute dentro da área, virou o jogo para os rubro-negros: 2 a 1. 
Lutando até o fim, o Gigante da Colina conseguiu arrancar o empate. Aos 47 minutos, o árbitro marcou pênalti para o Vasco. Na cobrança, Nenê bateu com categoria e garantiu o empate para os vascaínos: 2 a 2. 
image
Nenê comemora gol de empate com Rafael Marques – Foto: Nelson Costa/Vasco.com.br
 
FICHA TÉCNICA – FLAMENGO 2X2 VASCO
Competição: 4ª Rodada da Taça Rio 2017
Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília
Data: 26 de março de 2017
Horário: 18h30 (Horário de Brasília)
Público presente: 28.071 / Pagantes: 28.071  
Renda: R$ 1.279.720,00
Árbitro: Luis Antonio Silva dos Santos
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Diego Luiz Couto Barcelos
Cartões amarelos: Everton e Willian Arão (Flamengo) / Jean, Jordi, Luis Fabiano, Jomar e Douglas (Vasco)
Cartão vermelho: Luis Fabiano (Vasco)
Gols: Willian Arão (14’/2º Tempo) e Berrío (19’/2º Tempo) – Flamengo / Yago Pikachu (16’/1º Tempo) e Nenê (49’/2º Tempo) – Vasco
Flamengo: Muralha, Pará, Réver (Léo Duarte), Rafael  Vaz e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão e Mancuello (Lucas Paquetá); Berrío (Marcelo Cirino), Everton e Leandro Damião. Técnico: Zé Ricardo
VASCO: Jordi; Gilberto, Jomar, Rafael Marques e Henrique; Jean (Thalles), Douglas, Yago Pikachu (Manga Escobar), Nenê e Andrezinho (Escudero); Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes
 
Fonte: Site CRVG

0
 
No primeiro jogo sob o comando do técnico Milton Mendes, o Vasco voltou a vencer no Campeonato Carioca. Em jogo válido pela terceira rodada da Taça Rio, o Gigante da Colina bateu o Madureira, por 1 a 0, em São Januário. O gol de Yago Pikachu garantiu para a equipe vascaína a primeira colocação no Grupo C, com 5 pontos. Na próxima rodada, o Cruzmaltino enfrentará o Flamengo, no domingo (26/03), às 18h30, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.
 
image

Henrique em ação durante partida contra o Madureira – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O JOGO

Precisando vencer para se manter na briga por uma vaga na semifinal da Taça Rio, a equipe vascaína foi para cima do Madureira. Aos 8 minutos, Nenê iniciou jogada ensaiada tocando para Andrezinho, que encontrou Yago Pikachu livre, mas acabou sendo desarmado no momento da tentativa de finalização.

Se defendendo bem e sem dar espaços ao adversário, o Gigante da Colina chegou novamente aos 16 minutos, quando o camisa 10 tocou boa bola para Luis Fabiano, que dominou e chutou para fora. O gol da equipe cruzmaltina saiu um minuto depois, após Jordi cobrar tiro de meta, e Jorge Fillipe falhar na zaga, deixando a bola nos pés de Yago Pikachu, que com sabedoria, driblou o goleiro Rafael Santos e marcou o primeiro dos vascaínos. 

 

Bastante ativo na partida, Nenê ainda teve mais dois bons lances ofensivos, aos 31 e aos 37 minutos, mas o placar se manteve com vantagem mínima para o time de São Januário na primeira etapa.

image 
Yago Pikachu comemora gol na partida – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
 

O segundo tempo foi de muitas oportunidades para os vascaínos e de manutenção da boa defesa. O Madureira pouco chegou no gol de Jordi, que não teve muito trabalho. Fabuloso apareceu bem, mostrou disposição em lances importantes e por pouco não guardou o seu primeiro gol pelo Vasco.

A melhor oportunidade de Luis Fabiano aconteceu ao 27 minutos. O atacante roubou a bola e correu pela direita, finalizando e obrigando Rafael Santos a fazer uma defesa importante. O Gigante da Colina soube manter padrão de jogo e garantiu uma vitória importante na Taça Rio.

Após o apito final, o técnico Milton Mendes reuniu os jogadores no centro do gramado e todos juntos agradeceram ao apoio dos torcedores durante todo o duelo na Colina Histórica.

image

Fabuloso deu trabalho para a defesa do Madureira – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Confira os melhores momentos da partida

FICHA TÉCNICA – VASCO 1X0 MADUREIRA
Competição: 3ª Rodada da Taça Rio 2017
Local: São Januário, Rio
Data: 22 de março de 2017
Horário: 19h30 (Horário de Brasília)
Público presente: 3.218 / Pagantes: 2.797   
Renda: R$ 66.190,00
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Gilberto Stina Pereira 
Cartões amarelos: Andrezinho, Douglas e Gilberto (Vasco)  / Souza e Geovane Maranhão (Madureira)
Gol: Yago Pikachu (17’/1º Tempo)
VASCO: Jordi, Gilberto, Jomar, Rafael Marques e Henrique; Jean (Julio dos Santos), Douglas, Andrezinho (Escudero), Yago Pikachu e Nenê; Luis Fabiano (Thalles). Técnico: Milton Mendes
Madureira: Rafael Santos; Rodrigo Raggio (Ruan), Diego Guerra e Jorge Fellipe; Leandro Carvalho, William (Pirão), Rezende, Luciano Naninho e Douglas Lima; Julio Cesar (Geovane Maranhão) e Souza. Técnico: PC Gusmão
 
Fonte: Site CRVG

0

Volante Jean com o domínio da bola é marcado de perto pelo adversário – Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória

Pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, o Vasco perdeu para o Vitória, por 1 a 0, e se despediu da competição nacional. Com um empate no primeiro jogo em São Januário, o gol de Alan Costa na segunda etapa garantiu a classificação para o time baiano. O Gigante da Colina volta agora suas atenções para o clássico na Taça Rio, contra o Botafogo, no próximo domingo (19/03), às 18h30, no Estádio Nilton Santos.

O JOGO

O primeiro tempo foi muito truncado, mas de boas chances para ambas equipes. O time vascaíno teve uma baixa logo aos 5 minutos, quando Rodrigo sentiu e teve que dar lugar para Jomar na defesa. Sem criar até a metade do primeiro tempo, o Vitória tentou infiltrações, principalmente pela direita, mas foi bloqueado pelo setor defensivo.

Após pressão dos baianos, o Gigante da Colina criou grande chance de gol aos 28 minutos em contra-ataque puxado por Guilherme. O meia ficou frente a frente com Fernando Miguel, chutou bem, mas o goleiro deu rebote nos pés de Nenê, que finalizou para fora. O Cruzmaltino ainda criou novas oportunidades com o camisa 10 e Luis Fabiano, mas o placar continuou zerado na primeira etapa. 

image

Guilherme Costa em ação contra o Vitória – Foto: Nelson Costa/Vasco.com.br
 
O Vitória voltou criando muito na segunda etapa. Kieza e Cleiton Xavier arriscaram nos primeiros minutos e quase inauguraram o placar. Aos 13 minutos, a bola sobrou para David, que chutou em cima de Martín Silva. No rebote, Alan Costa abriu o placar para o time da casa: 1 a 0.
 
O técnico Cristóvão Borges colocou Kelvin e Thalles para tentar mudar o panorama de jogo. O Vasco pressionou muito, mas não conseguiu marcar no Barradão. Com o resultado, a equipe vascaína se despediu da Copa do Brasil. 
 
FICHA TÉCNICA – VITÓRIA 1X0 VASCO
Competição: 3ª fase da Copa do Brasil – Jogo de Volta
Local: Barradão, Salvador-BA
Data: 16 de março de 2017
Horário: 19h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva
Assistentes: Helcio Araújo Neves e Heronildo S. Freitas da Silva 
Cartões amarelos: Fernando Miguel, Alan Costa e Geferson (Vitória) / Gilberto e Guilherme (Vasco)
Gol: Alan Costa (13’/2º Tempo)
Vitória: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Alan Costa e Geferson; Willian Farias, José Welison, Gabriel Xavier (Cárdenas) e Cleiton Xavier (Paulinho); David e Kieza (André Lima). Técnico: Argel Fucks
VASCO: Martin Silva, Gilberto, Rodrigo (Jomar), Rafael Marques e Henrique; Jean (Thalles), Douglas, Guilherme e Nenê; Escudero (Kelvin) e Luis Fabiano. Técnico: Cristóvão Borges
 
Fonte: site CRVG

0
Em sua estreia, Luis Fabiano teve boa participação – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
 
Na estreia da Taça Rio, Vasco e Macaé empataram em 2 a 2, na tarde deste domingo (12/03), no Estádio Nilton Santos. Nenê e Rodrigo marcaram para os vascaínos, e Hudson e Rafinha guardaram para o adversário. Na próxima quinta-feira (16/03), o Gigante da Colina enfrentará o Vitória, no Barradão, em jogo decisivo pela Copa do Brasil. O Cruzmaltino precisa vencer ou conseguir um empate com mais de dois gols para alcançar a classificação para a fase seguinte da competição nacional.
 
O JOGO

Desde os primeiros minutos, Luis Fabiano demonstrou muita força de vontade dentro do gramado, pedindo bola e chamando a responsabilidade a todo momento. Com calma, o Vasco chegou aos poucos no gol do Macaé e, aos 13 minutos, conseguiu marcar o primeiro. Após jogada de Douglas pela direita de ataque, Nenê recebeu boa bola na área, driblou Aislan e chutou com categoria para o fundo das redes, inaugurando o placar no Estádio Nilton Santos. O Fabuloso quase ampliou aos 20 minutos, quando o volante Douglas fez mais um cruzamento bonito para o atacante, que escorou para o gol e obrigou Milton Raphael a fazer uma grande defesa.
 
Após a pressão do Gigante da Colina, o Macaé empatou cinco minutos depois. Zotti cruzou na área e Hudson cabeceu para deixar tudo igual: 1 a 1. Perto do fim da partida, o adversário armou um contra-ataque muito perigoso e virou o jogo. Rafinha recebeu bom passe no ataque e conseguiu fazer mais um gol para o Macaé: 2 a 1.

image

Nenê em ação contra o Macaé – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
 
O técnico Cristóvão Borges promoveu duas mudanças importantes no intervalo, colocando Yago Pikachu e Guilherme nos lugares de Gilberto e Wagner. A equipe voltou bem e quase empatou aos 4 minutos, quando Nenê cobrou escanteio e Rodrigo cabeceou na trave. Na sequência, a zaga adversária conseguiu afastar o perigo. 
 
O Cruzmaltino empatou aos 19 minutos. Guilherme cruzou na cabeça de Luis Fabiano, que obrigou o goleiro a fazer a defesa e dar o rebote nos pés de Rodrigo, que não perdoou e marcou para o Gigante da Colina: 2 a 2. Aos 36 minutos, Nenê quase virou para o Vasco em cobrança de falta, mas a bola bateu caprichosamente bateu na trave, sacramentando o empate no Estádio Nilton Santos.

image

Rodrigo, que marcou o segundo gol do Vasco, domina bola – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
 
FICHA TÉCNICA – MACAÉ 2X2 VASCO
Competição: 1ª Rodada da Taça Rio
Local: Estádio Nilton Santos, RJ
Data: 12 de março de 2017
Horário: 16h (Horário de Brasília)
Público presente: 6.386  / Pagantes: 5.367   
Renda: R$ 166.630,00
Árbitro: Diego da Silva Lourenço 
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Diego Luiz Couto Barcelos
Cartões amarelos: Aislan, Hudson e Rafael Lourenço (Macaé) / Jomar, Nenê e Yago Pikachu (Vasco)
Gols: Hudson (25’/1º Tempo) e Rafinha (44’/1º Tempo) – Macaé / Nenê (13’/1º Tempo), Rodrigo (19º/2º Tempo) – Vasco
Macaé: Milton Raphael; Ronaldo, Aislan, Ramon e Ebert; Alan, Rafinha (Rafael Lourenço), Wagner Carioca, Zotti (Guilherme Xavier) e Marquinho; Hudson (André Paulinho). Técnico: Toninho Andrade.
VASCO: Martin Silva, Gilberto (Yago Pikachu), Rodrigo, Jomar e Henrique; Jean, Douglas, Wagner (Guilherme) e Nenê; Kelvin (Muriqui) e Luis Fabiano. Técnico: Cristóvão Borges

Texto: Matheus Alves

Fonte: Site CRVG

28
Após o empate em 1 a 1 com o Vitória, em São Januário, em jogo de ida válido pela terceira fase da Copa do Brasil, o técnico Cristóvão Borges concedeu entrevista coletiva e analisou o confronto e também as suas escolhas em campo. Para o treinador, o resultado negativo não desanima a equipe para buscar a classificação fora de casa, no próximo dia 16, no Barradão.  

– Estamos todos chateados, porque jogamos melhor durante todo o jogo. Tínhamos tudo para ter vantagem para a próxima partida. Iniciei com Escudero, pois dá sustentação defensiva, organiza o jogo e chega na frente, faz boas assistências. Sobre o pênalti, todo mundo conversou com ele (Manga). Ele faz parte do grupo, tem condição de ajudar a gente – afirma.

 
Pensando nos próximos duelos, o treinador projetou a estreia de Luis Fabiano. Cristóvão crê que não demorará muito para o Fabuloso fazer a sua estreia oficial com a camisa do Vasco, mas ressalta que o atacante precisa estar 100% para poder atuar pelo clube.
– Iremos avaliar nos treinamentos. A estreia dele (Luis Fabiano) pode ser domingo (contra o Macaé) ou na quinta (contra o Vitória). Todos estão esperando que chegue e resolva todos os problemas. Sabemos que não é assim. O Vasco precisa de boas notícias, bons resultados, que jogue bem. Temos consciência disso – ressalta.

Focado no confronto contra o Macaé, no domingo (12/03), às 16 horas, no Estádio Nilton Santos, o Vasco retornará ao trabalho na tarde desta sexta-feira (10/03), na Colina Histórica.

Texto: Matheus Alves

Fonte: Site CRVG

0
 
No jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o Vasco empatou com o Vitória, em 1 a 1, na noite desta quinta-feira (09/03), em São Januário. O gol do adversário foi marcado por Patric, de pênalti, na segunda etapa. Pelo lado Cruzmatino, Nenê, também de pênalti, deixou tudo igual aos 47 minutos. No duelo de volta, dia 16, no Barradão, o Gigante da Colina precisará vencer para se classificar na competição. Em caso de empate com mais de dois gols, os vascaínos se classificarão para a fase seguinte.

image

Gilberto em ação contra o Vitória – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O JOGO

Desde o início da partida, o Vasco tomou conta do jogo na maior parte do tempo. A primeira grande chance vascaína na primeira etapa saiu aos 21 minutos, quado Nenê fez grande jogada pelo lado direito de campo e tocou para Thalles, que cabeceou, mas o goleiro Fernando Miguel apareceu para salvar. 

Jogando apenas nos contra-ataques e pressionado pelo Gigante da Colina, o Vitória teve um jogador expulso nos últimos minutos do primeiro tempo. Aos 46 minutos, o lateral-esquerdo Euller recebeu o segundo cartão amarelo e deixou o campo na sequência.

image

Jovem Douglas deu trabalho para a marcação do Vitória – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
 

Com vantagem numérica, o Cruzmaltino foi para cima do time baiano na segunda etapa. Aos dois minutos, Gilberto cruzou rasteiro, e Thalles chutou por cima do gol. Conseguindo acumular forças, o adversário aproveitou cobrança de pênalti de Patric aos 23 minutos para abrir vantagem no placar: 1 a 0. 

Tentando empatar a todo custo, o Gigante da Colina não conseguiu furar o bloqueio defensivo do Vitória. Até que, aos 47 miutos, Nenê sofreu pênalti e cobrou com categoria para empatar para o Vasco. Na próxima partida, no Barradão, os vascaínos precisarão vencer para garantir classificação para a quarta fase da Copa do Brasil. 

image

Bola de um lado e goleiro de outro: Nenê bateu pênalti com categoria – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

FICHA TÉCNICA – VASCO 1X1 VITÓRIA

Competição: 3ª Fase da Copa do Brasil – Jogo de Ida
Local: São Januário, RJ
Data: 9 de março de 2017
Horário: 19h15 (Horário de Brasília)
Público presente:  9.883/ Pagantes:  9.266
Renda: R$327.025,00
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO) 
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Gilberto (Vasco) / Willian Farias, Euller, Paulinho, Geferson e Kanu (Vitória)
Cartão vermelho: Euller (Vitória)
Gol: Nenê (47’/2º Tempo) – Vasco / Patric (22’/2º Tempo) – Vitória
VASCO: Martin Silva, Gilberto, Rodrigo, Rafael Marques (Jomar) e Henrique; Jean, Douglas, Escudero (Manga) e Nenê; Kelvin (Muriqui) e Thalles. Técnico: Cristóvão Borges
Vitória: Fernando Miguel; José Welison, Alan Costa, Kanu e Euller; Willian Farias, José Welison, Gabriel Xavier (Bruno Ramires) e Cleiton Xavier (David); Paulinho (Geferson) e Kieza. Técnico: Argel Fucks

Texto: Matheus Alves

Fonte: Site CRVG

0
Com muita disposição, Thalles persegue adversário durante a partida – Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
 
Pela segunda fase da Copa do Brasil, o Vasco venceu o Vila Nova por 2 a 1 em partida realizada na noite desta quarta-feira (01/03), no Serra Dourada, em Goiânia. O resultado garantiu a classificação do Gigante da Colina para a próxima fase da competição, onde enfrentará o Vitória, nos dias 8 e 15 de março. Thalles e Wagner marcaram para os vascaínos e Wallyson, de pênalti, descontou para o time da casa. 
O JOGO
 
O primeiro tempo começou com domínio do Vasco. Com três zagueiros, o Vila Nova apostou nos contra-ataques, mas esbarrou na boa marcação vascaína. Na primeira grande oportunidade, o Gigante da Colina não desperdiçou! Aos 15 minutos, Henrique foi à linha de fundo e cruzou na medida para Thalles, que de primeira, finalizou com muita categoria para o fundo do gol, sem chances para Wendell: 1 a 0.
 
A equipe da casa conseguiu assustar pela primeira vez em um lance de bola parada. Aos 22 minutos, Wallyson chutou muito forte de longa distância e obrigou Martín Silva a fazer grande defesa. O empate do Vila Nova aconteceu aos 31 minutos. O árbitro interpretou como pênalti o desvio de Gilberto em cruzamento de Brunão na área vascaína. Na cobrança da penalidade, Wallyson não desperdiçou e deixou tudo igual no placar: 1 a 1.

image

Luan em ação contra o Vila Nova – Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
 

Precisando do resultado positivo para avançar de fase da Copa do Brasil, ambas equipes apostaram em uma forte marcação no segundo tempo. O bloqueio defensivo do Vila Nova foi muito grande, e os vascaínos só conseguiram chegar perto do gol em finalizações de longa distância. 

Muito bem na partida, Thalles apareceu aos 39 minutos pela lateral-esquerda. O atacante cruzou na área, e Brunão, do Vila Nova, acabou desviando para a cabeça de Wagner, que empurrou para o fundo do gol e garantiu a classificação do Gigante da Colina fora de casa: 2 a 1.

 
FICHA TÉCNICA – VILA NOVA 1X2 VASCO
 
Competição: 2ª Fase da Copa do Brasil
Local: Serra Dourada
Data: 1º de março de 2017
Horário: 21h45 (Horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS) 
Assistentes: Welio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
Cartões amarelos: Everton e Alemão / Thalles, Gilberto, Henrique, Jean
Gols: Wallyson (31’/1ºTempo) – Vila Nova / Thalles (15’/1º Tempo) e Wagner (39’/2º Tempo) – Vasco
Vila Nova: Wendell; Maguinho, Wesley Matos, Brunão e Jonathan; Fagner, Alemão, Billy e Everton (Marcos Serrato); Moisés (Hiroshi) e Wallyson. Técnico: Mazola Júnior 
VASCO: Martin Silva, Gilberto (Yago Pikachu), Rodrigo, Luan e Henrique; Jean, Douglas, Andrezinho (Escudero) e Wagner; Kelvin (Guilherme) e Thalles. Técnico: Cristóvão Borges

Texto: Matheus Alves

Fonte: Site CRVG

13
Técnico durante partida contra o Vila Nova – Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
 
Após a vitória diante do Vila Nova e a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil, o técnico Cristóvão Borges concedeu entrevista coletiva no Serra Dourada e analisou o desempenho do Gigante da Colina. O treinador destacou o a força de vontade do atacante Thalles, que fez um belo gol na partida.
 
– Já conversei com o Thalles. Ele tem sido um jogador importantíssimo pra gente. Foi decisivo nas últimas partidas. Ele tem que ficar tranquilo, pois queremos que ele faça gols. Que o Luis Fabiano faça também quando entrar, que o Wagner faça, todo mundo. Isso que estamos precisando. Estamos nos ajustando. Hoje era importante passar e conseguimos. Agora é pensar no Carioca – afirma.
 
Cristóvão ressalta a importância da vitória e afirma que a equipe vascaína ganha muita moral com a classificação na Copa do Brasil. 
 
– É sempre importante vencer. O objetivo era classificar. Esse torneio tem sempre jogos decisivos. Mesmo na próxima fase, com ida e volta, é um campeonato difícil. Tem que saber jogar de uma forma diferente. Foi importante. A equipe precisa ganhar moral e se fortalecer – analisa.

Na terceira fase da Copa do Brasil, o Vasco enfrentará o Vitória, no dias 8 e 15 de março. Pela Taça Rio, o próximo compromisso do Gigante da Colina será contra o Macaé, no Moacyrzão, dia 12 de março.

 
Texto: Matheus Alves

Fonte: Site CRVG

 

CASACA! NO RÁDIO

0
Ouça a íntegra do programa CASACA! no Rádio de 20/03/2017 com participação de Sérgio Frias, Iury Gaspar, Rodrigo Alonso e Bruno Novaes.