Home Authors Posts por Rodrigo Alonso

Rodrigo Alonso

Rodrigo Alonso
995 POSTS 111 comentários

As equipes sub-13 e sub-14 do Vasco da Gama entraram em campo na manhã deste domingo (22/10) para encarar o Tigres do Brasil no Estádio De Los Larios, em Duque de Caxias, pela oitava rodada da Taça. Mesmo atuando longe de seus domínios, o Cruzmaltino, que já está garantido nas quartas de final do segundo turno do Campeonato Metropolitano nas duas categorias, obteve bons resultados.

Dirigido pelo técnico Thiago Melo, o time mirim foi o primeiro a medir forças com o clube de Xerém. Logo no primeiro minuto do jogo, Matheus Ribeiro aproveitou vacilo da zaga e abriu o placar. O zagueiro Victor, o meia Cauã Ribeiro e o atacante Ykaro, esse com um gol olímpico, ampliaram a vantagem vascaína ainda na etapa inicial. No segundo tempo, Ykaro, outra vez, e João fecharam a goleada de 6 a 0.

image
Guga Lucena em ação contra o Tigres na partida do sub-13

O infantil duelou com o Tigres na sequência. Depois de uma etapa inicial marcada por muito equilíbrio, o time da casa abriu o placar nos primeiros minutos do segundo tempo e se fechou com o intuito de impedir que o ataque vascaíno balançasse as redes. A estratégia surtiu efeito até os 35 minutos, quando Juan Batata foi lançado, driblou o goleiro e marcou para o Gigante, fazendo assim que a partida terminasse empatada em 1 a 1.

Os resultados obtidos fizeram o Vasco da Gama se manter nas primeiras posições do segundo turno do Campeonato Metropolitano. O sub-13 chegou aos 17 pontos e assumiu a terceira colocação, ultrapassando o Botafogo, que acabou sendo superado pelo Fluminense. O sub-14, por sua vez, alcançou os 18 e se manteve na mesma posição. O próximo compromisso será o clássico contra o Flamengo, no próximo domingo (29), na Gávea.

image
Juan Batata faz a festa após empatar o jogo para o sub-14

image
Gustavinho, do sub-14, sofre com a forte marcação do Tigres- Fotos: Mathes Lima/Vasco.com.br

 
Fonte: Site oficial

0
Com foco em seu próximo compromisso no Campeonato Brasileiro, o clássico contra o Flamengo, o Vasco da Gama retornará aos trabalhos na tarde desta segunda-feira (23/10) no Complexo Esportivo de São Januário. Ao lado de sua comissão técnica, o treinador Zé Ricardo comandará um treinamento para um grupo específico de atletas.
 
Na oitava colocação da competição nacional com 43 pontos, o Gigante da Colina está na briga por uma vaga na próxima edição da Taça Libertadores da América. O Clássico dos Milhões será disputado no sábado (28), às 19 horas, no Maracanã.
 
Fonte: Site oficial

0

Já virou rotina! Se tem jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo sub-17, tem grande atuação de um jogador do Vasco da Gama! Assim como na partida de estreia, contra a Espanha, atual campeã européia da categoria, Paulinho justificou toda a expectativa em torno do seu nome contra a Alemanha. Na manhã deste domingo (22/10), em Calcutá, na Índia, o Menino da Colina marcou o gol da vitória do time canarinho pelo placar de 2 a 1.

Aproveitando-se de uma penalidade máxima cometida pela equipe dirigida pelo técnico Carlos Amadeu, a Alemanha abriu o placar no primeiro tempo, com Arp. Focado na conquista do tetracampeonato, o Brasil retornou do intervalo disposto a mudar o rumo da partida. Aos 25, Weverson, do São Paulo, após receber passe de Alanzinho, do Palmeiras, empatou o jogo. A virada foi concretizada aos 31, por Paulinho, com um belo chute de fora da área.

Para se ter uma ideia da importância e da grandeza do feito do talento cruzmaltino, o gol marcado por ele, o terceiro na Copa do Mundo, fez o Brasil carimbar o passaporte para a semifinal da mais importante competição da categoria juvenil após seis anos. Com Paulinho em grande forma, o time dirigido pelo técnico Carlos Amadeu medirá forças com a Inglaterra, na próxima quarta-feira (15), às 09 horas (horário de Brasília). 

Fonte: Site oficial

0

Apoiado por sua torcida, que marcou presença em grande número no Maracanã, o Vasco da Gama saiu na frente do Coritiba, mas sofreu um gol na etapa final e deixou escapar a quarta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, triunfo esse que faria o Cruzmaltino dormir na zona de classificação para a Taça Libertadores da América de 2018. Após o jogo, o técnico Zé Ricardo concedeu entrevista coletiva e avaliou o empate.

– Acho que a torcida precisa estar orgulhosa da nossa equipe. Nós estamos numa sequência sem perder. Dos últimos 12 pontos disputados, conquistamos 10. Se há quatro rodadas alguém fizesse essa proposta para mim num papel em branco, eu assinaria na hora. Então, penso que o Campeonato Brasileiro tem essas situações. O Coritiba é uma grande equipe, está lutando na zona, e é muito difícil jogar contra essas equipes. Os resultados mostram isso. A gente foi no nosso limite, a entrega foi muito boa, mas infelizmente não deu. Tentamos, mas não tem lamentação. Já estamos pensando no próximo jogo – afirmou o técnico vascaíno.

Embora admita que o resultado não foi o almejado por todos em São Januário, Zé Ricardo descartou qualquer tipo de abatimento. O comandante garantiu que o elenco cruzmaltino entrará em campo motivado no clássico do Flamengo, que será disputado no próximo fim de semana, também no Maracanã. O treinador vascaíno exaltou o comprometimento dos atletas com as cores do Vasco da Gama.

– Não tem chance de nós entrarmos em campo sem confiança. O clássico por si só é muito motivante. Tenho certeza que a nossa equipe irá colocar para trás esse resultado, até porque ele já passou e não pode mais ser mudado. Iremos trabalhar para tentar produzir melhor e conseguir três pontos no próximo jogo. O Vasco é um clube gigante, que tem na torcida o seu maior patrimônio. É gostoso ver a torcida novamente gritando, torcendo, tendo orgulho de torcer por esse clube. Isso é consequência do trabalho que os atletas estão desempenhando dentro do campo – disse Zé Ricardo, acrescentando logo em seguida.

– Eu falo para os jogadores que não podemos economizar suor quando entramos em campo com essa camisa. Temos que trabalhar no nosso limite sempre. E com isso, a torcida reconhece que o esforço está sendo feito. Trabalhamos diariamente no Estádio de São Januário em cima dessa atitude. Competência é uma mistura de qualidade, habilidade e atitude. Precisamos ter conhecimento e ter atitude para ser competente. É isso que a gente faz. Procuramos honrar cada vez mais a camisa do Vasco – concluiu

Fonte: Site oficial

0
A equipe do Vasco da Gama entrou em campo diante do Coritiba, na tarde deste sábado (21/10), no Maracanã. Em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Gigante da Colina empatou com o adversário pelo placar de 1 a 1. O Cruzmaltino retorna ao gramado no próximo sábado (28), no clássico diante do Flamengo. A partida será realizada no mesmo local, às 19 horas, com mando do adversário. 
 
O JOGO
 
Atuando diante de sua torcida, foi do Vasco a iniciativa na partida. Logo aos dois minutos, Wellington apareceu no campo de ataque e tentou lançamento rasteiro para Pikachu dentro da área, mas a bola saiu pela linha de fundo. Mais tarde, aos sete, o volante vascaíno voltou a participar de um lance de perigo para o adversário, acionando Mateus Vital. O camisa 10 tentou o chute, mas a bola acabou bloqueada por Cleber Reis.
 
image
Wellington em ação contra o Coritiba no Maracanã

Era do Cruzmaltino o domínio da partida, quando aos nove o Coritiba tentou responder. Longuine avançou pela esquerda e fez a tentativa do passe para Henrique, mas a bola não assustou o goleiro Martín Silva, que efetuou a defesa de forma tranquila. Quem não tinha sossego era a defesa visitante. Aos dez, Nenê acionou Mateus Vital, que bateu cruzado pela esquerda da área. Pikachu chegou na dividida, mas a redonda acabou rolando pela linha de fundo.

 
As chegadas do Gigante da Colina eram constantes. Com o domínio da partida, não demorou para que os vascaínos pudessem comemorar no Maracanã. Aos 15 minutos, Nenê cobrou escanteio fechado e Matheus Galdezani, contra, completou de cabeça para o fundo da rede: VASCO 1 x 0. A pressão não parou por aí, aos 27, Madson subiu para o ataque e foi acionado por Nenê. O lateral-direito cruzou, mas a defesa do Coritiba apareceu para afastar o perigo da meta de Wilson. 
 
image
Jogadores vascaínos comemoram gol marcado na etapa inicial

Diante de uma boa atuação defensiva dos donos da casa, o Coxa também esbarrava na falta de efetividade, não oferecendo muitos riscos ao gol de Martín Silva. Enquanto isso, o Gigante da Colina buscava ampliar a vantagem no placar. Ainda no último minuto da primeira etapa, Nenê chegou pela direita e cruzou mandando a bola na área, mas a zaga adversária efetuou o corte.

 
Na volta para a segunda etapa do duelo, a postura do Vasco foi mantida. Logo aos cinco minutos, Pikachu chutou rasteiro para a área e a bola sobrou para Wellington. O volante ficou frente a frente com o goleiro do Coritiba, que acabou evitando o segundo gol Cruzmaltino no Maracanã. Mais tarde, aos 16, Mateus Vital recebeu pelo meio, girou e chutou forte com o pé direito. O goleiro do Coxa espalmou e a bola saiu por cima do gol. 
 
Aos 21, o Coritiba igualou o placar. Rildo saiu da marcação e finalizou de canhota, a redonda desviou e entrou: Coritiba 1 x 1. Mais adiante, quando o cronômetro marcava 29 minutos, a defesa do Coxa cortou arremesso lateral e a bola ficou nos pés de Jean. O volante finalizou de fora da área, mas Wilson efetuou a defesa. Na sequência, Nenê recebeu na área e protegeu pelo lado esquerdo, mas Jonas apareceu para dar o bote.

 

image
Nenê é marcado de perto por defensores do Coxa- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
FICHA TÉCNICA:
VASCO DA GAMA 1 X 1 CORITIBA
Campeonato Brasileiro- 30ª Rodada
 
Data/Horário: ?21/10/2017, 17h?
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Raphael Claus (SP/FIFA)
Auxiliares: Alex Ang Ribeiro (SP/CBF) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP/FIFA)
Cartões amarelos: Matheus Galdezani (Coritiba), Mateus Vital (Vasco), Léo (Coritiba)
Cartão Vermelho: Breno (Vasco)
Gols: Matheus Galdezani, contra (15’/1T- Vasco), Rildo (21’/2T – Coritiba)
 
VASCO: Martín Silva, Madson, Breno, Anderson Martins e Ramon; Jean, Wellington, Yago Pikachu (Guilherme Costa), Mateus Vital (Paulo Vitor) e Nenê; Andrés Ríos (Thalles). Treinador: Zé Ricardo.
 
CORITIBA: Wilson, Léo, Werley, Cléber Reise Thiago Carleto; Jonas, Alan Santos, Matheus Galdezani e Rafael Longuine; Rildo (Edinho) e Henrique Almeida. Treinador: Marcelo Oliveira.
 
Fonte: Site oficial

0

O Vasco da Gama estendeu sua boa fase dentro do Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira (18/10), no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, o Cruzmaltino derrotou o Atlético Goianiense por 1 a 0 e alcançou o terceiro triunfo consecutivo na competição nacional. O gol do Gigante da Colina foi marcado no primeiro tempo, por Jonathan, jogador do Dragão, contra.

A vitória fez a equipe de São Januário se aproximar ainda mais da zona de classificação para a Taça Libertadores da América. Na oitava colocação, o Almirante possui 42 pontos, um a menos que Botafogo e Flamengo, que ocupam, respectivamente, o sexto e o sétimo lugadores. O próximo compromisso vascaíno será contra o Coritiba, no sábado (21), às 17 horas, no Maracanã.

O JOGO

A bola rolou e não demorou muito para o Vasco da Gama se sentir em casa no Serra Dourada. Apoiado por sua torcida, que marcou presença em grande número e transformou a casa do adversário num verdadeiro Caldeirão, o Gigante da Colina tomou a iniciativa e criou as principais oportunidades nos primeiros minutos. Logo aos quatro, Nenê recebeu de Madson e finalizou na direção do gol. Pouco tempo depois, com nove, Anderson Martins aproveitou cobrança de escanteio de Nenê e obrigou Márcio a fazer boa defesa. O arqueiro rival voltou a aparecer aos 14, dessa vez para agarrar um chute de Yago Pikachu, que recebeu de Ramon e tabelou com Nenê antes de finalizar.

image
Andrés Ríos fez a jogada que resultou no gol contra de Eduardo

O Atlético Goianiense chegou com perigo pela primeira vez quando o cronômetro marcava 19 minutos. Na ocasião, Luiz Fernando foi lançado por Andrigo e ficou cara a cara com Martín Silva, porém acabou não conseguindo vencer o capitão cruzmaltino, que demonstrando reflexo espalmou a bola para escanteio. Melhor em campo, o Almirante inaugurou o placar aos 30, na base da sorte. Após passe de Pikachu, Andrés Ríos avançou pela direita e bateu cruzado na direção de Mateus Vital. Antes do camisa 10 receber, entretanto, a defesa do Dragão se enrolou e Eduardo marcou gol contra: VASCO 1 x 0. Ainda no primeiro tempo, Pikachu e Mateus Vital desperdiçaram boas chances.

Em desvantagem no marcador, o Atlético Goianiense ensaiou uma reação no início da etapa final. Aos quatro minutos, Andrigo foi lançado por Walter na ponta direita e finalizou cruzado para excelente intervenção de Martín Silva. O Vasco respondeu logo na sequência, através de um arremate da intermediária de Ramon. Antes do cronômetro chegar aos 10 minutos, o Dragão chegou novamente, dessa vez com Niltinho. A finalização foi defendida outra vez pelo goleiro vascaíno. O jogo esfriou e, apesar do esforço do adversário, nenhum grande chance de gol foi criada até os 40 minutos. Na frente do marcador, o Gigante da Colina administrou e até assustou por último, com Ramon, aos 42, mas não conseguiu balançar as redes.

image
Yago Pikachu protege a bola do marcador do Dragão- Fotos: Nelson Costa/Vasco.com.br

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO/GO 0 X 1 VASCO DA GAMA
Campeonato Brasileiro- 29ª Rodada
 
Data/Horário: 18/10/2017, 19h30
Local: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva (SE/CBF)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE/CBF) e Fabio Pereira (TO/CBF)
Cartões amarelos: Bruno Paulista e Yago Pikachu (Vasco); André Castro e Andrigo (Atlético/GO)
Cartão vermelho: Niltinho (Atlético/GO)
Gols: Jonathan, contra (30’/1T- Vasco)
ATLÉTICO/GO: Marcos, Jonathan, Eduardo, Gilvan e Bruno Pacheco; André Castro, Andrigo (Diego Rosa), Paulinho (Niltinho), Jorginho e Luiz Fernando; Walter (Alison). Treinador: João Paulo Sanches
VASCO: Martín Silva, Madson, Breno, Anderson Martins (Paulão) e Ramon; Bruno Paulista (Andrey), Wellington, Yago Pikachu, Mateus Vital (Paulo Vitor) e Nenê; Andrés Ríos. Treinador: Zé Ricardo.
 
Fonte: Site oficial

Mais uma missão concluída! A equipe sub-17 do Vasco da Gama recebeu o Sport, na tarde desta quarta-feira (18/10), em São Januário. Após o empate no jogo de ida, válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Gigante da Colina garantiu a vitória no segundo duelo, por 3 a 1, e carimbou a passagem para a próxima fase da competição nacional. Os gols do Cruzmaltino foram marcados por Léo Mello (2) e Leonan.
 
O time de São Januário ainda aguarda a definição do confronto entre Palmeiras e Atlético-MG para conhecer seu adversário das quartas de final. As equipes se enfrentam nesta quinta-feira (19), em São Paulo. O Alviverde leva vantagem por ter vencido o jogo de ida, pelo placar de 3 a 0, na casa do Galo.
 
O JOGO
 
image
Vinícius puxa jogada de ataque do Vasco durante a etapa inicial

Os primeiros minutos do duelo entre Vasco e Sport foram bastante equilibrados. O time visitante foi o primeiro a finalizar, aos quatro minutos, mas Alexandre saiu para efetuar a defesa. O Gigante da Colina prontamente respondeu, quando Caio Lopes deu passe para Léo, que chegava na intermediária e mandou a bola por cima do gol adversário. Na sequência, João Pedro cobrou escanteio com perigo e Léo mandou pela linha de fundo. 

 
A partida voltou a esquentar, em termos de finalizações, aos 17 minutos, quando o zagueiro Miranda lançou o lateral-direito Sergipe, que cruzou para Léo finalizar. O goleiro adversário saiu em tempo de evitar o primeiro gol vascaíno na partida. O Cruzmaltino seguia pressionando e Caio Lopes encontrou uma boa oportunidade para chutar forte de fora da área, vendo a bola passar perto da trave do Sport.
 
image
João Pedro protege a bola do marcador do Sport Recife

O time visitante seguia se defendendo da pressão vascaína, mas não conseguiu evitar que os donos da casa abrissem o marcador do placar. Quando o cronômetro marcava 29 minutos, Juninho tentou a finalização de fora da área, a bola desviou na zaga e sobrou nos pés de Léo, que concluiu o trabalho e empurrou a redonda para o fundo da rede: VASCO 1 x 0. 

A equipe do técnico Amilton Oliveira voltou para o segundo tempo buscando ampliar a vantagem no placar. A pressão inicial foi coroada aos quatro minutos, quando Léo  tocou para Sergipe finalizar. O goleiro adversário deu rebote e Léo, novamente, não desperdiçou e balançou as redes: VASCO 2 x 0. Apesar da vantagem, o Vasco não abriu mão de construir boas oportunidades de aumentar o placar. 

O Gigante da Colina teve oportunidades em contra-ataques com Vinícius e João Pedro. Aos 23, o Sport finalizou de fora da área e diminuiu a desvantagem: Sport 1 x 2. A reação do adversário não durou muito tempo e, aos 27, João Pedro cobrou escanteio pela esquerda, Sergipe desviou a bola e o zagueiro Leonan chegou mandando a redonda no gol: VASCO 3 x 1.

image
Alexandre defendeu um pênalti no segundo tempo- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Antes da partida chegar ao fim, aos 36 minutos, o Sport teve um pênalti marcado ao seu favor, mas o goleiro vascaíno Alexandre cresceu na frente do cobrador e saltou para fazer uma grande defesa, evitando assim que as redes fossem balançadas. No rebote, outro forte arremate do Leão terminou em boa intervenção do camisa 1 vascaíno.
 
Escalação do Vasco: Alexandre, Sergipe, Miranda, Leonan e Luiz Felipe; Victor Hugo  (Nycolas), Juninho, Caio Lopes e João Pedro (Élber); Vinícius e Léo Melo (Laranjeira). Treinador: Amilton Oliveira.
 
Fonte: Site oficial

O Vasco da Gama recebeu o Botafogo em São Januário, em partida válida pela semifinal da Taça Rio sub-17, na manhã deste domingo (15/10). O Gigante da Colina acabou superado pelo adversário, pelo placar de 3 a 0, e deu adeus a disputa pelo título estadual.
 
A equipe sub-17, comandada por Amilton Oliveira, retorna ao gramado nesta quarta-feira (18/10), no jogo de volta diante do Sport, válido pela Copa do Brasil. O duelo será disputado às 16 horas, em São Januário. O primeiro encontro entre as equipes terminou empatado, em 0 a 0. Sendo assim, uma vitória simples classifica o Gigante da Colina para as quartas de final da competição nacional.
 
O JOGO
 
Jogando em seus domínios, o Vasco tomou a iniciativa logo nos primeiros minutos de bola rolando. Caio Lopes acionou Vinícius, que entrou na área mas acabou vendo a antecipação da defesa adversária para afastar o perigo. O Botafogo ameaçou aos 7 minutos, em uma enfiada de bola que exigiu uma boa intervenção do goleiro Alexandre. Na sequência, o Cruzmaltino teve uma boa subida de Sergipe pela direita, buscando o atacante Léo, mas a redonda acabou saindo pela linha de fundo. 
 
A partida voltou a esquentar, em termos de finalizações, após a parada técnica. Foi quando João Pedro chegou perto de abrir o placar para os donos da casa, recebendo na área e mandando a bola por cima do gol alvinegro. O time de São Januário levava perigo ao adversário e ainda teve boas investidas com Vinícius de João Pedro, mas viu o time visitante abrir o placar aos 40 minutos, com gol marcado em posição irregular: Botafogo 1 x 0.

image

Léo protege a bola do marcador botafoguense – Foto: Carlos Gregório Júnior/Vasco.com.br
 
Na volta para o segundo tempo de jogo, o Vasco seguiu construindo boas jogadas. Quando o cronômetro marcava 4 minutos, Léo puxou contra-ataque e acionou Vinícius, que fez a infiltração e viu o zagueiro alvinegro aparecer para cortar. A pressão vascaína seguiu e, aos 18 minutos, o Gigante da Colina chegou perto de igualar o placar quando Sergipe recebeu de Vinícius e chutou forte de fora da área, carimbando o travessão.
 
Na etapa final, o Cruzmaltino não se entregou e seguiu buscando chances de balançar as redes, mas acabou vendo o Alvinegro ampliar a vantagem com dois gols marcados: Botafogo: 3 x 0.
 
Escalação do Vasco: Alexandre, Sergipe, Miranda, Leonan e Mateus Luís (Luiz Felipe); Bruno Chiaromonte (Victor Hugo), Juninho, Caio Lopes (Gabriel Pec) e João Pedro (Laranjeira); Vinícius (Élber) e Léo Melo. Treinador: Amilton Oliveira. 
 
Fonte: Site oficial

8
A noite foi feliz para o Vasco da Gama no Maracanã. Com gol de Nenê, o Gigante da Colina bateu o Botafogo e se aproximou ainda mais da zona de classificação para a Taça Libertadores da América se 2018. Ao término do clássico, o presidente Eurico Miranda fez um breve pronunciamento para a imprensa e exaltou o comprometimento de todo o grupo de trabalho com o Cruzmaltino.
 
– Eu estou aqui para falar só duas coisinhas, até porque a coletiva é com o Zé Ricardo, não comigo. Em primeiro lugar, eu vim fazer uma agradecimento público aos jogadores e aos membros da comissão técnica, o treinador e os demais profissionais, pelo empenho demonstrado. A outra é para fazer um comunicado: o jogo entre Vasco e Coritiba será aqui no Maracanã – afirmou o presidente Eurico Miranda.
 
Quem também conversou com os jornalistas foi o treinador Zé Ricardo. O comandante não escondeu a satisfação com ao falar sobre o resultado positivo conquistado pelo Vasco da Gama no Maracanã. Contratado pelo Almirante no final de agosto, o profissional fez questão de exaltar a vontade de vencer demonstrada por seus comandados ao longo dos noventa minutos diante do Alvinegro.
 
– Foi um resultado fundamental para nós. Gostei bastante da postura do nosso time até os 15 primeiros minutos. A ideia realmente começar o jogo tentando marcar forte a equipe do Botafogo, para depois fazer uma marcação um pouco mais baixa. O problema é que quando a gente abaixou, acabamos entregando muito espaço na primeira e na segunda linha, deixando a linha defensiva muito exposta. O Botafogo foi superior no decorrer do primeiro tempo, mas corrigimos no intervalo. O que marcou esse jogo foi o empenho do nosso grupo, que desde o início, incluindo a preleçao e o aquecimento, estava muito mobilizado para fazer uma grande partida – declarou Zé Ricardo, ressaltando ainda a importância de uma sequência de triunfos numa competição equilibrada como o Brasileirão.

 
image
Zé Ricardo orienta jogadores no clássico no Maracanã- Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

– Sabíamos que o jogo de seria bastante difícil. Qualquer vitória dentro do Campeonato Brasileiro é importante, uma sequência de vitórias então, joga qualquer equipe para cima. Com a gente não foi diferente. Agora temos que tentar manter o ritmo. É muito difícil, pois todos os jogos possuem um grau grande de dificuldade muito grande, ainda mais agora que a competição está chegando na sua reta final. As duas vitórias que conquistamos foram justas. Se a gente não tivesse demonstrado o empenho que demonstramos hoje, certamente sairíamos daqui derrotados, pois a equipe do Botafogo fez jogos notáveis esse ano e sabíamos que o resultado positivo só viria com um grau de sacríficio – concluiu.

 
Fonte: Site oficial

CASACA! NO RÁDIO

0
Ouça o programa Vasco Gigante que é transmitido às terças-feiras Ao Vivo a partir das 20:00 pela Metropolitana 1090AM. Segue a íntegra do 17/10/2017 com Sérgio...