Início Futebol - Categorias de Base Prejudicado, Sub-20 perde para o Cruzeiro e se despede do Brasileiro

Prejudicado, Sub-20 perde para o Cruzeiro e se despede do Brasileiro

Um grotesco erro de arbitragem manchou o grande duelo entre Vasco e Cruzeiro na última rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro sub-20. Em Moça Bonita, na tarde desta terça-feira (01/08), a Raposa venceu por 3 a 2, mas o Cruzmaltino, apesar de entrar em campo sem diversos jogadores em virtude de uma necessidade do profissional, fez uma boa apresentação e merecia uma melhor sorte.

Os Mineiros saíram na frente com tentos de Márcio e Marcelo, mas o Almirante não desistiu, empatou a partida com Evander e só não virou o marcador porque teve um gol de Marquinhos mal anulado momentos antes do Cruzeiro marcar o gol do seu triunfo com Thonny Anderson. O atacante vascaíno, que balançou as redes após cruzamento de Pedro Bezerra, estava atrás do último não só do marcador, mas da linha da bola no momento da assistência.
O JOGO

 

image
Dudu tenta se livrar da forte marcação do Cruzeiro

Sem poder jogar em São Januário em virtude da interdição do estádio, o Vasco precisou enfrentar o Cruzeiro em Moça Bonita. A partida começou movimentada, com as duas equipes buscando o ataque. Logo aos cinco minutos, Dudu arriscou de longe para boa defesa de Gabriel Brazão. Pouco tempo depois, aos 10, foi a vez de Robinho receber de Luan e finalizar por cima da meta. A Raposa demorou para criar, mas quase abriu o marcador em sua primeira grande chance, quando Victor Luiz chutou forte e acertou o travessão de João Pedro aos 16 minutos.

O Gigante da Colina não se abalou com a investida do adversário e respondeu logo na sequência. Quando o cronômetro marcava 18 minutos, Marrony tabelou com Dudu, invadiu a área e cruzou na direção de Evander. Antes do camisa 10 finalizar, porém, Gabriel Frazão saiu em seus pés e evitou o gol. Outra boa chance do Vasco foi desperdiçada aos 25. Na ocasião, Robinho cruzou, a saga falhou e Marrony desviou para mais uma grande intervenção do camisa 1 do Cruzeiro. Os visitantes responderam em duas jogadas aéreas, mas apenas aos 35 foram eficientes. Após boa troca de passes na meio-campo, Márcio apareceu sozinho na grande área e tocou na saída de João Pedro: Cruzeiro 1 x 0. No lance seguinte, o Almirante quase igualou o marcador, mas Evander finalizou para fora após passe de Rafael França.
 
image
Evander marcou de pênalti o segundo gol vascaíno

Precisando da virada para avançar de fase, o Cruzmaltino se lançou ao ataque, mas foi o Cruzeiro que novamente balançou as redes, com Marcelo, após rápida jogada de contra-ataque, aos quatro minutos: Cruzeiro 2 x 0. O adversário se empolgou e só não ampliou na sequência com o mesmo jogador porque João Pedro fez uma grande defesa. O Vasco acordou e passou a criar chances a partir dos 15. Marrony, em duas ocasiões, obrigou Gabriel Frazão a fazer duas boas intervenções. Quem também não conseguiu marcar foi Marquinhos, aos 22. O meia-atacante foi lançado por Evander e ficou cara a cara com o goleiro, mas chutou por cima do gol.

Após tanto tentar, o Cruzmaltino viu seu subida de rendimentos ser coroada. Quando o cronômetro marcava 24 minutos, Robinho rolou e Evander acertou um belo chute, diminuindo assim o marcador: VASCO 1 x 2. Três minutos depois, aos 27, Marrony foi derrubado na pequena área e o árbitro assinalou pênalti. No cobrança, Evander bateu no canto direito e empatou o duelo: VASCO 2 x 2.Empurrado pela torcida, o Gigante foi todo pressão nos minutos seguintes. Robinho e Dudu levaram perigo em arremates de longe, mas foi Marquinhos, aos 43, que balançou as redes. De forma equivocada, porém, arbitragem assinalou impedimento e prejudicou o andamento do duelo, que foi encerrado com gol de Thonny Anderson para o time mineiro: Cruzeiro 3 x 2.

Escalação do Vasco: João Pedro, Rafael França, Ulisses, Denilson (Léo) e Luan (Luiz Henrique); João Victor (Rodrigo), Alexandre (Marquinhos), Dudu, Evander e Robinho (Pedro Bezerra); Marrony (Moresche). Treinador: Marcus Alexandre.

image
No momento do passe, Marquinhos está atrás da linha da bola e do marcador

 
Fonte: Site Oficial

2 comentários

  1. Parabéns aos gestores do sub 20. Não é facil manter a performance com tantos jogadores elevados ao profissional. PERDE O TIME GANHA A INSTITUIÇÃO.

  2. Tenho muito orgulho do trabalho com nossa base.
    Superação das adversidsdes também é parte do processo de formação.
    Parabéns à todos!

    Aproveitando o contato

    Hoje foi publicada matéria pela ESPN, mais uma vez, com um texto claramente tendencioso, ranqueando protestos em cartório de 12 grandes clubes brasileiros.

    É clara intenção de comparar e ridicularizar, frisando que o Vasco é vice, faltam informação, se os protestos estão corretos ou se foram ou não quitados, exercem, como sempre, o poder de jogar no ventilador e, independente das consequências, o direito de resposta fica limitado à uma exposição infinitamente inferior ao estrago que fazem.

    Por isso sugiro à nossa Diretoria, a formação de um grupo de trabalho no nosso setor responsável, para apurar cada um destes protestos, de valores ínfimos, a fim de esclarecer todos os pontos desta matéria e responder à altura, como muito bem faz o Casaca e também exigindo Direito de Resposta, na mesma proporção do fato divulgado.

    Um forte abraço à todos
    Vamos Vasco!
    Contra tudo e contra todos!

Responder