Início Imprensa Censura e Pauta

Censura e Pauta

15

O neto dos Marinho diz que a Globo não censura e nem pauta seus jornalistas. 

Antes do jogo Vasco x Botafogo o comentarista da Globo Juninho disse que é um absurdo que Luis Fabiano seja capitão e quem o escalou deve conhecer muito de futebol. Rancor gratuito. 

Durante a partida, outro não censurado ou pautado, Luis Roberto, o narrador que participou do esquema “a culpa é d’ôrico” em 2008, ficou re-vol-ta-dís-si-mo com o que ele julgou atitude para atrapalhar a partida do zagueiro Rodrigo. Segundo ele, Rodrigo, que já fala demais antes, durante o jogo e depois, atrapalhou o espetáculo ao conversar com o goleiro do Botafogo e ser agredido por jogadores do adversário. 

Os isentos agem assim: enquanto o Felipe Melo traz graça ao futebol com suas espontaneidades , Rodrigo, por muito menos e quase sempre em resposta a provocações, atrapalha o futebol. Um marginal.

Mas é que o jornalismo da Globo não é pautado. 

Agora conta a do português, Globo.

CASACA!

15 comentários

  1. Chega a ser ridículo as críticas dos empregados da Globo contra o Vasco. Infelizmente sou obrigado a assistir os jogos do Vascão nessa emissora ou no SportTv que é do mesmo grupo. Infelizmente eles detém os direitos de transmissão e sou obrigado a assistir a todos os jogos do Vasco aturando isso. Outra coisa, eles só enxergam as faltas contra o Vasco. Qualquer coisa, por mais insignificante que seja, eles transformam numa coisa gravíssima No entanto, a favor do Vasco, eles se passam por desapercebidos. Rídiculo. Aos 38 minutos do primeiro tempo, Bruno Silva, do Botafogo, subiu nas costas do jogador do Vasco dentro da área se apoiando para cabecear e quase fez o gol. Falta claríssima. Apesar da reclamação do jogador vascaíno atingido, o juiz não deu a falta e ainda deu escanteio para o Botafogo. A imagem foi reprisada pela TV apenas para mostrar o perigo de gol mas nada, ninguém na Globo teve a dignidade de apontar falta no lance. Essa Globo realmente é totalmente contra o Vasco.

  2. 1) A Rede Fla especializou-se em transmitir velórios (o sonoplasta demorou dois dias para tocar o Hino do Vasco);

    2) No SportvFla, Roger Flores inaugurou uma nova modalidade de jornalismo esportivo, o apresentador-chinelinho (quanta disposição…); Ricardo Rocha (esse sim de Seleção) mostrou bom senso;

    3) O jogo valia tão pouco que o Botafogo o disputou como se não houvesse amanhã e, depois de encerrada a partida, um atleta botafoguense chegou a acertar o árbitro com um bolada;

    4) Parafraseando o jusfilósofo Falcão: “A Taça Rio não vale nada, mas é 100%”.

  3. Essa emissora é um lixo!!!
    Tem um amigo meu que é diretor de edição lá, e disse que mandaram o Luis Roberto caprichar nos ataques do Botafogo!!!

  4. Juninho é ridículo! Não tem jeito. Agora, a Rede Globo e seus asseclas, verdadeiros quadrilheiros da era moderna, não se emendam: torcem e retorcem a verdade. Não adianta: o Gigante luta e vencerá!

  5. O desespero deles virá no domingo com a eliminação do “queridinho” deles. O suicídio no dia 07/05 com o Tri do Vasco.
    SV

  6. Muito ruim ver jogo na globo narrador comentarista geral torce contra parece camarote julinho pintinho amarelo.

  7. O Junim Soquim Pernambuquim, MAL-FAZEJO, INGRATO RAIDOR não passa de um VENTRÍLOQUO dos Bonecos de Olinda.

    Está precisando se alimentar de Carne de Sol, Baião a Dois, Rapadura e Quebra-Queixos e tomar uma Garapa de Cana ou uma Raspadinha…!!!!

  8. Nenhuma novidade em se tratando do Juninho,do Luiz Roberto,do Álvaro O.Filho e do tal aracnídeo.No cabresto do script.

  9. Algum ser humano com um mínimo de inteligência acredita em imparcialidade da Globo?? Assisti com meu filho de 10 anos de propósito pra mostrar a ele como as coisas funcionam. Esse lance do Rodrigo é bem emblemático, foi que mais comentamos.

Responder