Início Colunas O Fair Play é Relativo

O Fair Play é Relativo

 

Desde domingo, ninguém cala o chororô. Chora o presidente, chora o gerente, chora o time inteiro, chora a imprensa rubro-negra isenta, chora o torcedor. A insistência no tema tem uma intenção: criminalizar o Vasco até que, num possível encontro na fase final, estejam justificados possíveis erros contra o clube. Espécie de pressão preventiva.

O foco ficou restrito ao pênalti mal marcado a favor do Vasco. Não se falou no lance em que o atleta Everton, do Flamengo, deveria ter sido expulso. Não se falou que a falta cometida por Luis Fabiano, que originou o seu cartão amarelo, foi fruto de um tropeço do atacante, que derruba o volante Marcio Araujo quase sem querer. Pouco se discutiu a respeito da expulsão, absolutamente contestável.

No afã da criminalização do Vasco e de seus atletas, houve quem falasse, e foram alguns programas televisivos afora, em fair play. Sim, estes chegaram a defender que, houvesse honestidade, o Vasco sequer deveria aceitar bater o pênalti. Ora, ora. Justamente diante do time do “roubado é mais gostoso”.  Espécie de piada moralista executada por alguns puritanos da boca para fora. Os hipócritas de sempre.

Mas eles, os rubro-negros isentos da mídia, foram além. Após as manifestações de dirigentes do Flamengo, gente muito  leal, mas que esquece virtudes moralistóides sempre que é beneficiada fim de semana sim, outro também, houve jornalista apelando rasteiramente. Figuras que trouxeram à baila até a preferência religiosa de jogadores.

No UOL, um tal blog do Menon conseguiu a proeza de dizer, por exemplo, que Nenê planejou tudo: o toque a meia altura para dentro da área, a região do corpo do adversário na qual a bola deveria bater, o erguer imediato dos braços pedindo pênalti, todos os atos perfeitamente premeditados a fim de ludibriar a arbitragem. E que, ao final disso, após converter o pênalti, era de indignar que Nenê houvesse agradecido ao seu Deus. Como se o agradecimento não fosse pela cobrança perfeita, mas pelo sucesso do “teatro” que teria sido bolado pelo atleta no pré-pênalti.

O que eles não esperavam é que uma imagem surgisse do quase nada. Quase nada porque, por falta de fair play na transmissão, a emissora detentora dos direitos não reprisou o lance. O narrador, por falta de fair play, não tocou no assunto. O comentarista, por falta de fair play, nada mencionou. Os especialistas rubro-negros isentos, que comentaram a partida em várias bancadas no pós-jogo, por falta de fair play, nada disseram. Os jogadores do Flamengo, tão indignados no pênalti marcado, por falta de fair play, não acusaram o pênalti cometido por um companheiro. Rodrigo Caetano, por falta de fair play, fez vista grossa. Bandeira, o homem competente de bem, por falta de fair play, sequer analisou o lance.

Mas, em homenagem a você, vascaíno, fomos procurar o lance quase perdido. O lance que quiseram esconder como apenas mais um. Ele está aí abaixo. Ele mostra que o fair play exigido por essa gente é relativo. Fair play é aquilo que eles desejam que seja praticado quando o time que eles preferem que vença é teoricamente prejudicado. Mas, e se for o contrário? Bem, caso contrário, roubado é mais gostoso. A papeleta é amarela. E o Wright é nosso. Aha, Uhu.

CASACA!

15 comentários

  1. E o Sr, Luís Antonio Silva Santos o vulgo índio obteve a sua formatura e se tornou um bacharel em nos roubar, tendo como o seu paraninfo o José Roberto Whigth ( Juiz que ficou famoso por expulsar nada menos que 5 jogadores do Atlético Mineiro ( João Leite, Osmar, Chicão, Palhinha e Éder) e em 1982 com um gravador escondido foi apitar a Final da Taça Guanabara do seu ¨Queridinho¨ time de coração contra o VASCO da GAMA e teve a cara de pau de anular o gol LEGÍTIMO do DUDU em que só ele viu oa mão tocar na bola do jogador Vascaíno! ).

    E porque que SÓ NO Brasil que toda a imprensa esportiva marrom CORPORATIVISTA é contra a implantação dos recursos eletronico no futebol para auxiliar os árbitros?
    Até nos turfes da corrida de cavalos nos hipódromos o recursos eletronico auxiliam a decisão de um páreo que podem ganhar nos detalhes por uma cabeça ou nariz de um cavalo que cruzam a linha de chegada, no Beisebol é a mesma coisa, e depois não entendem porque é que os Norte-Americanos acham o SOCCER um esporte entendiante e preferem a bola oval do seu NFL, NBA e a bola do Beisebol.

    Tanto o Fair Play e nas punições entram em campo o DOIS PESOS e DUAS MEDIDAS.

    E quem não lembram da sensual bandeirinha da FPF PAULISTA ANA PAULA de OLIVEIRA?
    Foi colocado e congelado IN VITRO depois que ela acertadamente decidiu o lance que deu a vitória do Peixa praiano santista sobre os Gambás, por ter cometido a heresia de não ter errado a favor do MAIS AJUDADO pelas ARBITRAGENS da PAULICÉIA DESVAIRADA!

  2. Está na hora de organizarmos outro protesto dessa vez na porta da Federação.

    Eu tô dentro. E como estou. Mais pronto e indignado como nunca.

    Mas dessa vez sem a presença do nosso Marechal para essa mídia imunda mulambenta não vir acusar de coisa armada por ele. Vamos deixar o Marechal de fora disso. Vamos agir por nossa conta. Até porque não podemos deixar tudo por conta dele. Seria injusto. Injusto com ele. Injusto com o Vasco. Até porque, somos mais do que isso. Pelo menos, devemos ser.

    Por mim, o protesto pode ser amanhã mesmo.
    Mandamos fazer faixas, nem que seja de papelão.

    Vamos lá para a porta da Federação cobrar o porque do Indio que não quer só apito roubou tanto o Vasco nesse jogo além de outros jogos também. Mas não só o Indio, tem os Bassols e outros também. E não é só o índio mas os CACIQUES também. . Porque só querem punir jogadores do Vasco. E punir INJUSTAMENTE.
    Basta! Essa sacanagem tem que parar.

    Vamos lá pra porta da FFERJ exigir que nos atendam. E enquanto não nos atenderem ficamos lá fazendo barulho que é de nosso direito. Ou será que só a mulambada pode?

    Não adianta ficarmos só na internet se lamentando e cobrando. Só isso não vai resolver. Temos que ser muito mais atuantes. Temos que mostrar fisicamente nossa indignação e cobrar nosso sagrado direito de não sermos roubados. Principalmente sempre contra a mulambada mas para outros times também.

    Eu tenho minha vida ocupada como qualquer outro aqui. Mas pelo Vasco, largo tudo e vou pra lá fazer minha parte. Vou mesmo. Voces sabem disso. E dessa vez vou até com mais disposição e indignação. Vou para o que der e vier. Foda-se o resto. Vão roubar o Vasco lá na casa do caralho. Vou lá pra porta da FFERJ, vou pra CBF, vou pra Globo, vou até pro inferno se for preciso.

    Não adianta ficarmos só aqui no Casaca, no Facebook ou no Zap reclamando. Vamos fechar a pista, fazer barulho, gritar palavras de ordem e mostrar cartazes que não somos cordeiros como eles pensam e querem que sejamos. Muito pelo contrário.

    Ninguém vai nos defender e lutar por nós a não sermos nós mesmos. Não temos a mídia a nosso favor, nem queremos. Queremos isenção, imparcialidade dela. Mas sabemos que isso é impossível, é histórico, são todos contra nós, desde os tempos de Ari Barroso. Até de antes dele. Queremos imparcialidade mas sabemos que nunca teremos. Então, vamos pra rinha que ficar de braços cruzados reclamando na internet e esperando só pelo Marechal além de não ser justo e digno de nossa parte não vai resolver. Somos grande, somos uma nação também.

    Estou no aguardo do protesto. Lembrem-se, também tenho meus afazeres. Também tenho família. Mas pelo Vasco eu vou. E fico de frente.

    Não somos só o Marechal.

  3. O vascaíno de verdade tem que gritar, gritar, gritar, gritar, gritar… Continuam a roubar o Vasco!!!!!! E vamos gritar. O CASACA vai gritar. Não vamos parar.

    Agora, a por malandragem e sacanagem eles estão querendo influenciar a opinião pública. Não vão conseguir, pois gritaremos mais forte.

    AS PAPELETAS AMARELAS ESTÃO VOLTANDO? Foram o horror durante anos e anos. Corrompiam todo mundo.

    CASACA, fala e relembra para os vascaínos essa famigerada papeleta amarela. Não vamos deixar que voltem.

  4. Cara, não sei nem como começar o meu comentário. Não sou disso. Não queria fazer isso. Mas me faltam argumentos. Então, framenguistas , imprensa, ladrões e associados: vão todos a PQP!

  5. Pênalti mal marcado nos olhos dos outros é refresco.
    Casaca comentou há alguns dias de que era hora de endurecer com a imprensa, e que a tentativa de se ter pelo menos uma forma respeitosa de convivência não estava adiantando.
    Eu digo mais: Com o nosso clube eles nunca vão tratar com o respeito que merecemos, portanto não há o que se negociar.
    E preparem-se para o campeonato brasileiro e essa comissão de arbitragem canalha modelada por Sergio Correa.

  6. Comentario Perfeito. Vamos ficar de olho, estao querendo dar o titulo para eles de forma invicta como fomos ano passado. Aquele juiz entrou para armar um empate. Deixava-os invicto e nao criavam problemas com o Vasco e nosso Presidente. Mas, colocaram tudo na mao de um incompetente, que fez um monte de besteira. Todo cuidado e pouco.
    SV

  7. Como eu dizia, o Vasco foi prejudicado no jogo com a expulsão equivocada do Luís Fabiano , deixou de expulsar dois jogadores mulambos no primeiro tempo e mais 1 no segundo tempo por covardia. Deixou de dar outro pênalti sofrido por Jomar e ainda roubaram pra mulambada o jogo todo! E a imprensa o que faz ? Inverteu os acontecimentos!

  8. O que estamos esperando para irmos na porta da FFERJ protestar?

    Vamos esperar o próximo roubo contra o Vasco?
    Vamos aguardar para ver a punição do Luís Fabiano?
    Vamos ver o Vasco ser eliminado mais uma vez na fase decisiva com um penalti arranjado pelo juiz?
    Vamos esperar que a mídia seja imparcial e justa e compre a nossa briga?
    Vamos aguardar como sempre que o Marechal, e só ele ponha a cara à tapa para defender o Vasco?

    Então, façamos nossa parte também. Vamos arregaçar as mangas, colocar o pé na pista e ficar de frente, mostrar a cara e mostrar nossa indignação com essa sacanagem contra o Vasco.

    Sexta-feira próxima é dia 1 de Abril – DIA DA MENTIRA. Não poderia haver data mais apropriada para se fazer uma homenagem a essa mídia e a esses sujeitos que comandam o futebol brasileiro. Vamos na porta da FFERJ fazer barulho. Um evento para celebrar toda essa mentira, essa sujeira que é o nosso futebol. Os fofos são por minha conta.

    Vcs estão satisfeitos? Querem ser tratados de maneira justa? Então vamos à luta porque nada é fácil para nós. As coisas não vão acontecer naturalmente se não fizermos a nossa parte. Justiça no Brasil não cai do céu como a chuva.

    Não esperem só pelo Marechal e façamos a nossa parte também. PONTO!!!

  9. Irretocável.

    Sobre o julgamento do LF, há que se lembrar da fala do Sheik de outrora… E ele foi absolvido… Ou seja, no caso do LF ficou claro que o “juiz” cavou a falta (wright ficou com inveja, pois nem mesmo ele fez algo igual), a expulsão… Já o sheik foi voluntário, quis falar, logo, não se espera outra coisa que não seja a ABSOLVIÇÃO. O contrário disso é mutreta, pilantragem, safadeza.

    O Vasco dá sinais (claros) de estar se acertando, a passos largos, e isso (já) causa desconforto, temor, preocupação, etc…. Usarão de todos os artifícios SUJOS possíveis, se necessários… OLHO VIVO, SEMPRE.

    ELES NÃO PRESTAM !!!

    Mas tmj, forte abraço.

  10. NÃO é por acaso que a mulambada é conhecido como ¨ROUBADO é MAIS GOSTOSO¨, PAPELETAS AMARELAS, e sempre contam com as benesses dos APITO-AMIGO VERMELHO e PRETO ( REPARARAM que vermelho preto foi inspirado nas cores da BANDEIRA nazista do Terceiro Reich alemão e só não incorporaram a cruz suástica no pavilhão, assim ficava evidente. Os mulambos são os filhos rebeldes e dissidentes do seu Pai FluminenC e as cores antes eram azul e amarelo. E de BANDEIRA eles entendem muito, pois sempre está fincado em um GRANDE MASTRO, COM O SEU BARCO no fundo da Baia de Guanabara e aparece na superfície o mastro da sua embarcação com a sua BANDEIRA ).

    E o mais SURREAL nisso tudo eles gritarem que foram ASSALTADOS, seria o mesmo que um LADRÃO desse uma queixa na Polícia que acabou de ser ASSALTADO em plena luz do dia, posando de vítima quando o PRÓXIMA VÍTIMA poderá ser voce torcedores de outros times brasileiros desse ladrão Flavorito da mídia marrom.

    E HAJA SISTEMA de DRENAGEM no Rio de Janeiro para drenar as Águas de Março ma Cidade Maravilhosa.

  11. E as hienas de plantão são um bando de chorões coisas de mau-perdedor.
    Estão ouvindo a LAMBADA do Conjunto Kaoma: CHORANDO se FOI, QUE um dia só me chorar…., chorando se foi, que um dia só me fez chorar, chorando estará ao lembrar desse AMOR que um dia não soube cuidar….!

    E o Índio ou o Sr. Luís Antonio Silva dos Santos, que de Santo esse aí não tem nada, muito pelo contrário é um Santo pau de oco foi a PRÓXIMA VÍTIMA da sua peçonha e a mulambada provou do seu próprio veneno, veneno esse que não está disponível lá no INSTITUTO BUTANTÃ.

    E justamente na sua última aparição e no dia de sua colação de Grau….., IRONIAS do DESTINO!

  12. Nobrega,

    Além de somente vermos defesa do Vasco pelo Casaca,o que fica é que:

    1. o site oficial do Vasco está em silencio sobre o que a midia imunda fala, contesta nada.
    2. eurico permitiu e nada constestou o indio para apitar aquela partida junto a federação. nem sequer nota ou comentário do departamento de futebol.
    3. o twitter do Vasco está em silêncio, sobre o que a midia imunda fala, contesta nada.
    4. o flamenguista jorge rabello está há anos na federação e não cai (quero um presidente da arbitragem vascaíno, não tenho este direito??), cadê a influencia na federação?, será após o serviço ser completo do flamenguista marcelo de lima henrique apitando o jogo Vasco x mulambada pelas semifinais, sendo nós garfados e eliminados, que iremos reclamar?????

    #####

    Caro Márcio,

    A estratégia de defesa do Luís Fabiano requer do Vasco discrição quanto à arbitragem de domingo. Por isso o aparente silêncio oficial.

    Por outro lado, o Casaca se manifestou em nota e em coluna escrita por mim. Sendo eu vinculado à diretoria e diversos membros do Casaca também, o que está expresso aqui é a expressão da diretoria do Vasco.

    Sobre a arbitragem de domingo, imagino que se tenha tentado homenagear o árbitro, que se despede este ano dos gramados. Felizmente. Mas era uma tragédia anunciada. Ademais, desde o estatuto do torcedor, o veto a árbitros é menos provável, visto que é determinado sorteio nas escalações. Não sei se foi o caso.

    Sobre a comissão de arbitragem da FFERJ, desde que Eurico retornou os prejuízos foram minimizados. Não à toa, com arbitragens isentas, fomos bi estaduais. Lembro que deveríamos ser tri, se não nos roubassem na final de 2014.

    Abraço.
    João

  13. Vi na hora e gritei: pênalti!
    Lance isolado. Fácil de ser marcado.
    Observem que o árbitro, ao contrário do que acontece em escanteios, ao invés de se posicionar lateralmente, fica de frente para a área. Acho até que ele queria pegar o rebote.
    Ele vê o lance mas prefere ignorar.
    Mais um.
    Pela manhã de domingo, quando constatei sua escalação para o jogo, eu disse: podem se preparar que vem merda pela frente. Por baixo e por cima também.

  14. Esses babacas da imprensa, esqueceram que o maior cavador de penalty do mundo foi no “rei” Pele. E foi endeusado por isso.

  15. Sugiro testarmos o HUGO BORGES , mesmo tendo que ficar no banco. Ele é artilheiro das divisões de base. Pode ser uma opção.

Responder