Início Notícias Palavra do Presidente

Palavra do Presidente

6
O pedido para que os clássicos cariocas tenham torcida única é absolutamente inaceitável. Esta é uma posição que contraria mais de cem anos de história e representaria a falência do futebol carioca. Os atritos que ocorrem em diferentes regiões da cidade não se resolveriam com a entrada de apenas uma torcida no estádio. Os clássicos do Rio não tem mando de campo. E como seria uma semifinal ou final em jogo único? Haveria sorteio para saber qual torcida iria?

Eurico Miranda
Presidente

6 comentários

  1. EIS a QUESTÃO…!
    SE CORRER, o BICHO PEGA!; se FICAR, o BICHO COME!

    Mas por outro lado, não dá para fechar os olhos diante das atrocidades cometidas por uma FACÇÃO da Torcida do clube rival, onde desta vez no entorno do Engenhão no confronto com a Torcida Alvinegra do Botafogo Futebol e Regatas teve a morte de uma pessoa.

    Para a Mídia esportiva monoclubista sendo os atos de vandalismo por parte da sua torcida do time ¨queridinho¨, tá tudo certo, tudo bem, passam a mão na cabeça, mas na queda do alambrado em São Januário em 2000 na Final do Campeonato Brasileiro daquele ano, quando a emissora detentora dos jogos televisivos viram que o acidente iriam estourar o tempo das transmissões e com isso iriam afetar a sua grade de programação, fizeram um circo televisivo e o nosso CALDEIRÃO foi transformado em um picadeiro circense na qual a gente fomos feitos de palhaços em cadeia nacional, e foi servido de palanque ao Governado do Estado da época, e não houve uma morte sequer nesse dia, e a imprensa usando o VELHO DOIS PESOS, DUAS MEDIDAS, COINCIDENTEMENTE BLINDAM os VANDALOS que tiraram a vida de um CIDADÃO.

    REPÚDIO qualquer ato de VIOLENCIA, e se as autoridades competentes, não tomarem as medidas preventivas, administrativas e DISCIPLINAR uma hora essa situação sairá do controle e não podem tapar o sol com a peneira.

    Os Estádio tem cameras de Segurança, é fácil ver e identificar os agressores, fazer o pente fino e tirar os marginais do meio dos CIDADÃOS de BEM. FALTA vontade POLÍTICA para punir e afastar esses marginais dos Estádios.

  2. Isso mesmo, Eurico Miranda! A gigantesca torcida do Vasco não pode ser tratada desse modo. São milhões de apaixonados pelo clube.

    Eles querem acabar com o campeonato estadual que tem cerca de um século de existência? Estariam a serviço de determinados meios de comunicação que buscam padronizar e “baratear” esse esporte tremendamente popular até transformá-lo em espetáculo com “script” bufo?

    Presidente, o senhor tem pela retaguarda cerca de 25 milhões de torcedores de torcedores do Vasco prontos para apoiá-lo no que for preciso.

Responder